Pe. Vitório: “Sem o final dos Evangelhos, não se entenderá o começo.”

VIGÉSIMO PRIMEIRO DOMINGO COMUM
23/08/2020
Is 22,19-23
15 Assim disse o Senhor Iahweh dos Exércitos: Vai procurar a esse intendente, a Sobna, intendente do palácio, e dize-lhe: 16 “Que possuis aqui? Que tens aqui para quereres talhar para ti neste lugar um sepulcro?” Pois ele talha para si um sepulcro no alto, e cava na rocha um sepulcro para si mesmo. 17 Mas Iahweh te lançará para longe, ó homem! Sim, ele te apanhará 18 e te fará rolar como uma bola em terreno espaçoso. Ali perecerás juntamente com os teus carros suntuosos, como uma vergonha da casa do teu senhor. 19 Afastar-te-ei do teu cargo, remover-te-ei do teu posto. 20 Naquele mesmo dia chamarei o meu servo Eliacim, filho de Helcias. 21 Vesti-lo-ei com a tua túnica, cingi-lo-ei com o teu cinto, porei nas suas mãos as tuas funções; ele será um pai para os habitantes de Jerusalém e para a casa de Judá. 22 Porei sobre os seus ombros a chave da casa de Davi: quando ele abrir, ninguém fechará; quando ele fechar, ninguém abrirá. 23 Cravá-lo-ei como uma cavilha em lugar firme: ele virá a ser um trono de glória para a casa de seu pai.

Mt 16,13-20 – (Mc.8,27-30; Lc.9,18-21)

  • 13 Chegando Jesus ao território de Cesaréia de Filipe, perguntou aos discípulos: “Quem dizem os homens ser o Filho do Homem?” 14 Disseram: “Uns afirmam que é João Batista, outros que é Elias, outros, ainda, que é Jeremias ou um dos profetas”. 15 Então lhes perguntou: “E vós, quem dizeis que eu sou?” 16 Simão Pedro, respondendo, disse: “Tu és o Messias, o Filho de Deus vivo”. 17 Jesus respondeu-lhe: “Bem-aventurado és tu, Simão, filho de Jonas, porque não foi carne ou sangue que te revelaram isto, e sim o meu Pai que esta nos céus. 18 Também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei minha Igreja, e as portas do Inferno nunca prevalecerão contra ela. 19 Eu te darei as chaves do Reino dos Céus e o que ligares na terra será ligado nos céus, e o que desligares na terra será desligado nos céus”. 20 Em seguida proibiu severamente aos discípulos de falarem a alguém que ele era o Messias.
  • A proclamação é teológica, portanto, sua origem tem que ser divina… lembrem dos anjos no túmulo, que trazem dos céus, da teologia, a verdade: ele ressuscitou, de outro modo se pensaria que o sepulcro foi arrombado.
    A sequência é toda inspirada, baseada em Is. 22,15ss. : Sobna – este nome ocorre também em Is. 37,2, como Sofér, homem dos livros; no nosso texto, ele é ‘administrador’; Sobna é a versão grega: evoca algo redondo… pois o Senhor vai fazê-lo rolar; Shebna: hebraico: ler shev’na: ‘senta, por favor: faz pensar em estabilidade, que vai acabar) é administrador do palácio real, mas não pertence à Família real… presunçoramente, ele se prepara um túmulo no cemitério real, construído num rochedo : hebraico: sêla; grego: pétra; aramaico: cefas-kéfas… o profeta anuncia a demissão de Sobna, seu exílio, e a nomeação de um novo administrador.
  • 18 Também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei minha Igreja,
    Pelo grego: pétra-pedro… sobre esta pétra-pedro edificarei minha igreja…, na pétra estava a Casa de Davi, que agora se torna a Igreja.
    O escolhido, Eliacim, em hebraico, El-iakim: literalmente: Deus suscita, estabelece.
    Igreja: na Escritura grega, ekklhsia – eclesía – occore dezenas de vezes, referindo-se à ‘Igreja Judaica’; o termo, acomodado via o Latim, passa a designar, na Língua Portuguesa, a comunidade Cristã.
    e as portas do Inferno nunca prevalecerão contra ela.
    Diferentemente da Casa de Davi, histórica, que foi destruída, a Igreja, nova Casa de Deus, é erigida por Deus, com um adminsitrador por Ele escolhido.
  • 19 Eu te darei as chaves do Reino dos Céus e o que ligares na terra será ligado nos céus, e o que desligares na terra será desligado nos céus”
    Is. 22,22: “Porei sobre os seus ombros a chave da casa de Davi: quando ele abrir, ninguém fechará; quando ele fechar, ninguém abrirá: abrir: permitir; fechar: proibir. Ver Jo.20,22-23: “Dizendo isto, soprou sobre eles e lhes disse: “Recebei o Espírito Santo. 23 Aqueles a quem perdoardes os pecados ser-lhes-ão perdoados; aqueles aos quais não perdoardes ser-lhes-ão retidos”.
  • 20 Em seguida proibiu severamente aos discípulos de falarem a alguém que ele era o Messias.
    Proibir de falar a respeito disso ou daquilo, várias ocasiões nos Evangelhos, quer dizer: tudo isso faz sentido quando vc sabe que o fim dos Evangelhos: paixão, morte e ressurreição é, de fato, o começo; sem o fim, vc não entenderá o começo nem o meio.
    Pedro é a figura corporativa que representa a todos nós cristãos… se o texto acima exalta Pedro e o proclama ‘administrador’ da coletividade cristã, o texto seguinte (não deixe de lê-lo) mostra um outro Pedro, agora inteiramente negativo: trata-se das duas faces possíveis: 1ª – ser cristão implica em sustentar, proclamar e viver o que Pedro disse acima em nosso nome; 2ª – o Pedro da passagem seguinte é o negador.

Sl. 137(1 38),1-3.6.8bc (R/. 8bc)

Rm 11,33-36
Hino à sabedoria misericordiosa – 33 Ó abismo da riqueza, da sabedoria e da ciência de Deus! Como são insondáveis seus juízos e impenetráveis seus caminhos! [Sl. 139,6; 17]
34 Quem, com efeito, conheceu o pensamento do Senhor? Ou quem se tornou seu conselheiro? 35 Ou quem primeiro lhe fez o dom para receber em troca? [Is. 40,13;28]
36 Porque tudo é dele, por ele e para ele. A ele a glória pelos séculos! Amém.
O autor atualiza, à luz do que lemos nos versículos anteriores, tanto o texto do Salmo quanto o texto de Isaías… seguramente, nem o Salmista nem Isaías concordariam com essa leitura profética desses textos.

Comments

comments